Crachá de estacionamento é na CardPress!

Home / Crachá de estacionamento

 

Banner Crachá de Identificação - CardPress

O crachá de identificação gera mais valor para sua empresa, aumenta a segurança do ambiente e promove interação entre seus colaboradores e clientes, além da possibilidade de marcação de ponto eletrônico através das tecnologias disponíveis como código de barras, tarja magnética, aproximação (mifare, RFID...)


Quer uma estimativa de quanto custará seu projeto de cartões PVC?

 

Veja as ofertas que temos de Crachá de estacionamento:

 

Você pode nos enviar pedidos conforme a sua necessidade, não é obrigatório enviar a quantidade total para produção.

Como comprar crachás em PVC

Como comprar crachás


Preencha os campos abaixo, e ligamos pra você:

 

Produtos relacionados

Crachá de estacionamento. Impressão em segundos, confira!.



Estados atendidos pela CardPress



Notícias da última hora:

    • 23/10/2019 16:24
      VÍDEOS: TEM Notícias 1ª edição de Sorocaba e Jundiaí desta quarta-feira, 23 de outubro
    • 23/10/2019 16:22
      Júri popular de acusado de matar Bianca Wachholz começa em Blumenau
    • 23/10/2019 16:21
      Prefeitura promove curso de danças folclóricas em Sertânia
    • 23/10/2019 16:21
      Família procura por adolescente desaparecida desde o fim de semana em Campo Grande
    • 23/10/2019 16:19
      Dia do Aviador é comemorado na Epcar em Barbacena
    • 23/10/2019 16:18
      VÍDEOS: Jornal Anhanguera 1ª Edição desta quarta-feira, 23 de outubro de 2019
    • 23/10/2019 16:18
      PEC paralela da Previdência será votada em novembro na CCJ, diz presidente da comissão
      PEC paralela facilita a inclusão de estados e municípios na reforma da Previdência. Texto principal da reforma está em discussão no plenário do Senado. Votação ainda não terminou. A presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, senadora Simone Tebet (MDB-MS), afirmou nesta quarta-feira (23) que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que facilita a inclusão de estados e municípios na reforma da Previdência será votada pelo colegiado no dia 6 de novembro. Nesta quarta, o relator da proposta, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), leu o parecer da PEC paralela na comissão, com voto pela aprovação com emendas e subemendas. Simone Tebet concedeu vista coletiva de 15 dias para análise dos senadores. A PEC paralela é uma estratégia de parlamentares favoráveis à reforma da Previdência para agilizar a implementação das novas regras para acesso a aposentadorias. Assim, evita-se alterar a PEC principal, o que faria o texto retornar à Câmara dos Deputados. Ao analisar a reforma da Previdência, os deputados retiraram os estados e municípios da PEC principal. O texto principal da reforma está em discussão no plenário do Senado. Na noite desta terça-feira (22), o plenário aprovou o texto-base da PEC. Na manhã desta quarta-feira (23), os senadores se reuniram novamente para análise de destaques.
    • 23/10/2019 16:17
      Suspeito de atirar 4 vezes em homem após ele beijar outro rapaz dentro de bar na BA é identificado, diz polícia
    • 23/10/2019 16:15
      Metrô e CPTM prorrogam prazo de testes com pagamento de tarifa via QR Code
    • 23/10/2019 16:14
      VÍDEOS: DF1 de quarta-feira, 23 de outubro
    • 23/10/2019 16:12
      Mutirão de exames clínicos da mama está com inscrições abertas em Bauru
    • 23/10/2019 16:12
      MPF apura falta de alvará do Corpo de Bombeiros no Aeroporto de Guarulhos
    • 23/10/2019 16:11
      Bairro de Santana, no AP, receberá manhã de ações gratuitas de cidadania, beleza e saúde
    • 23/10/2019 16:11
      Duas pessoas são presas e três adolescentes apreendidos com drogas em Barra Mansa
    • 23/10/2019 16:10
      Polícia investiga morte de agricultor atropelado em acostamento de rodovia em Guapiara
      Segundo a polícia, agricultor Ivanildo de Lima andava de bicicleta quando foi atingido por carro. Motorista fugiu do local do acidente, mas foi encontrado e fez teste do bafômetro, que deu negativo. A Polícia Civil de Guapiara (SP) vai investigar a morte de um homem de 34 anos que foi atropelado no quilômetro 256 da Rodovia Ferraz de Camargo Penteado, em Guapiara. Segundo a polícia, o agricultor Ivanildo de Lima andava de bicicleta no acostamento da rodovia quando foi atropelado por um carro. Ele foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no sábado (19). Já o motorista do carro fugiu do local do acidente, mas depois foi encontrado na casa dele. O teste do bafômetro deu negativo e o caso foi registrado na polícia. Veja mais notícias no G1 Itapetininga e Região
    • 23/10/2019 16:09
      Grupo da Câmara aprova regulamentação para ações de policiais infiltrados na internet
      O grupo de trabalho da Câmara que analisa mudanças na legislação penal, como o projeto anticrime do ministro Sergio Moro e o projeto do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, aprovou hoje um artigo que regulamenta a atuação de policiais infiltrados na internet para investigar crimes em ambientes virtuais. A proposta de infiltração virtual é do ministro Alexandre de Moraes. O texto aprovado contém alterações propostas pelo deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ). De acordo com a proposta, "será permitida a ação de agentes de polícia infiltrados virtuais na internet, com o fim de investigar os crimes previstos nesta lei ou a eles conexos, praticados por organizações criminosas, desde que demonstrada sua necessidade e indicados o alcance das tarefas dos policiais, os nomes ou apelidos das pessoas investigadas e, quando possível, os dados de conexão ou cadastrais que permitam a identificação dessas pessoas". O texto também definiu que o policial pode esconder a sua identidade durante esse tipo de investigação, sem caracterizar crime, exceto se houver excessos além da investigação. Todos os atos serão gravados e armazenados para eventual controle e ficarão sob sigilo. A proposta aprovada também delimita o prazo para investigação de até seis meses, com autorização judicial, e dados exatos de nome, endereço, data e horário do assinante do IP para a infiltração do agente policial. Os deputados retiraram dois artigos propostos por Alexandre de Moraes: A previsão de que as empresas provedoras de serviços de internet, redes sociais e de aplicativos de comunicação deveriam ter sede no Brasil e deveriam atender as requisições sob pena de desobediência; A previsão de que a infiltração incluiria o acesso à chave criptográfica de provedores de internet. Segundo Marcelo Freixo, possibilitar o acesso a chave criptográfica "gera um descontrole absoluto sobre qualquer ação na internet". Segundo o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), autorizar a chave criptográfica é como "dar acesso a casa inteira do investigado". O grupo de trabalho analisa em conjunto um dos projetos do pacote de Moro e da comissão de juristas liderada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. O texto resultante das discussões será um anteprojeto de lei, jargão legislativo para se referir a um texto preliminar. De acordo com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o texto poderá ir direto ao plenário, sem passar por nenhuma comissão. Calúnia, injúria e difamação Os deputados também aprovaram uma emenda do deputado Lafayette de Andrada (REPUBLICANOS-MG) para aumentar a pena para crimes de calúnia, difamação e injúria quando cometidos pela internet. Hoje, o Código Penal prevê pena de detenção entre três meses a um ano, além de multa. Com a proposta, a pena pode ser triplicada e ir até três anos de detenção.
    • 23/10/2019 16:09
      Covas sanciona lei que muda Plano Diretor de SP e autoriza uso de verbas do Fundurb em obras viárias
    • 23/10/2019 16:09
      Polícia investiga se traficantes ordenaram a morte do presidente do Guadalupe Country Club
      Carlos Alberto Dantas de Oliveira foi assassinado a tiros na tarde desta terça-feira (27). Polícia recolheu a touca-ninja usada pelo assassino. Polícia investiga se Carlinhos Guadalupe teria sido executado por traficantes A polícia investiga a informação de que o presidente do Guadalupe Country Club, Carlos Alberto Dantas de Oliveira, o Carlinhos Guadalupe, teria sido assassinado a mando de traficantes do Morro do Muquiço. Ele teria se desentendido com os bandidos por se opor à venda de drogas na região. Carlinhos foi morto a tiros no salão do clube em Guadalupe, na Zona Norte do Rio, enquanto jogava cartas na noite desta terça-feira (22). Segundo testemunhas, o assassino, que usaria uma touca-ninja, aproximou-se e atirou apenas contra o presidente do clube. Logo após o crime, o bandido fugiu pela passarela 32 da Avenida Brasil em direção à Favela do Muquiço. Durante a fuga, o criminoso se desfez da touca-ninja e da camisa que usava. O material foi recolhido pela polícia. O delegado Marcus Drucker, da Delegacia de Homicidios (DH), disse esperar que as imagens das câmeras de segurança do clube e da região sejam de boa qualidade para ajudar a identificar o assassino. ?O crime ocorreu por volta das 18h30 e havia muita gente na área. Como o controle de acesso é falho, ainda investigamos se o assassino já estava ou não dentro do clube?, disse o delegado. "Meu pai é um dos caras mais considerados de Guadalupe. Ele fazia ações sociais e ajudava todos. Era uma pessoa muito querida", lamentou o filho da vítima, Leonardo Lopes Dantas. Carlinhos será enterrado na tarde desta quarta-feira (23), no Cemitério de Ricardo de Albuquerque.
    • 23/10/2019 16:06
      VÍDEOS: EPTV 2 Sul de Minas de quarta-feira, 23 de outubro
    • 23/10/2019 16:06
      Aluno da Escola Preparatória de Cadetes do Exército é enterrado em Santos Dumont; feridos seguem em Juiz de Fora
    • 23/10/2019 16:05
      Rodovias do Sul de Minas tem oito trechos com erosão, diz pesquisa da CNT
    • 23/10/2019 16:05
      VÍDEOS: Jornal do Almoço desta quarta-feira, 23 de outubro
    • 23/10/2019 16:04
      Moradores buscam soluções para prédio com risco de desabar em SP
    • 23/10/2019 16:04
      Rio teve média de 15 estupros por dia de janeiro a setembro
      Em nove meses, foram registrados mais de 4 mil crimes de estupro. Aumento entre 2016 e 2019 foi de 16,4%. Rio tem a média de 15 estupros por dia entre janeiro e setembro deste ano, diz ISP O número de estupros no Rio de janeiro a setembro de 2019 foi de 4074, uma média de 15 por dia. Os dados são do Instituto de Segurança Pública do Rio (ISP), divulgados na terça-feira (22). Na comparação com 2016, o número passou de 3498 para 4074, um aumento de 16,4%. Número de estupros, de janeiro a setembro, segundo o ISP 2016: 3498 2017: 3591 2018: 3968 2019: 4074 Queda nos homicídios dolosos No número de homicídios dolosos (com intenção de matar), uma queda: 21% a menos nos nove primeiros meses de 2019. De janeiro a setembro, foram registrados 3.025 homicídios dolosos no estado. No mesmo período de 2018, foram 3.843 mortes. Segundo o ISP, esse é o menor número de vítimas para o acumulado do ano desde 1991. Na comparação entre os meses de setembro, a redução foi de 19%. Foram 308 mortes em 2019 e 382, em 2018. É também a menor quantidade de vítimas para o mês desde 1991. Mortes por intervenção policial cresceram 18% Instituto de Segurança Pública divulga números da violência em setembro As mortes cometidas por policiais em confronto aumentaram 18,5% nos primeiros nove meses deste ano na comparação com o mesmo período do ano anterior. Foram 1.402 registros em 2019 contra 1.183 casos em 2018. Nos nove primeiros meses do ano, houve uma queda de 23% no roubo de veículos. De 39.969, no ano passado, para 30.625, em 2019. Os roubos de carga caíram 18% no acumulado até setembro, de 7.018 para 5.744 registros. Já os roubos de rua (roubo a pedestre, roubo em coletivo e roubo de aparelho celular) caíram 4% entre janeiro e setembro em relação ao mesmo período de 2018. De 98.809 para 94.370. Até setembro, as polícias Civil e Militar apreenderam 6.588 armas de fogo no estado, segundo o ISP. Desse total, 438 foram fuzis ? maior número recolhido no período nos últimos 12 anos, afirma o órgão.
    • 23/10/2019 16:04
      Alepa aprova projeto de lei que cria nova secretaria penitenciária e altera composição de órgão que fiscaliza presídios no PA
    • 23/10/2019 16:04
      Proerd forma 820 crianças em Tupã
    • 23/10/2019 16:03
      Polícia recebe terceira denúncia de estupro envolvendo soldado da PM-AL
      Parentes de jovem disseram que vítima reconheceu o militar como agressor. Familiares de uma jovem que foi vítima de estupro denunciaram na manhã desta quarta-feira (23), que o soldado da Polícia Militar de Alagoas (PM-AL) Josevildo Valentim dos Santos Júnior, 41, foi o responsável pela agressão sexual. Este é o terceiro caso de estupro com relatos da participação do militar que foi preso no dia 18 de outubro após envolvimento no caso do assassinato da jovem Aparecida Rodrigues Pereira, que foi sequestrada com o namorado na madrugada do dia 15 , no bairro do Pontal da Barra, em Maceió. Na terça-feira (22) uma outra jovem, desta vez de Marechal Deodoro, procurou a delegacia da Polícia Civil da cidade relatando que também foi vítima de estupro. Ela reconheceu o militar após a Polícia Civil divulgar a imagem do militar que chegou a confessar em depoimento a participação em outro crime sexual entre os anos de 2013 e 2014. PM confessa que estuprou jovem em Marechal Deodoro, AL Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    • 23/10/2019 16:03
      Assista ao Jornal de Rondônia 1ª Edição
      Telejornal começa a partir das 11h. Assista ao Jornal de Rondônia 1ª Edição Telejornal começa a partir das 11h. O G1 transmite ao vivo, diariamente, os telejornais Jornal de Rondônia 1ª edição, às 11h, e o Jornal de Rondônia 2ª edição a partir de 18h.
    • 23/10/2019 16:03
      Polícia do DF investiga 'sequestro' e pedido de resgate por cadela desaparecida
    • 23/10/2019 16:02
      Prefeitura de Caruaru cria plataforma para promover encontro entre empresas e trabalhadores
    • 23/10/2019 16:02
      Assista aos telejornais da TV Bahia
      Assista aos telejornais da TV Bahia
    • 23/10/2019 16:01
      VÍDEOS: EPTV 1 Campinas de quarta-feira, 23 de outubro
    • 23/10/2019 16:01
      Mais de 240 doses de vacina são aplicadas no 'Dia D' de Vacinação contra o Sarampo em Divinópolis
    • 23/10/2019 15:59
      Em protesto, auxiliares de educação infantil de Vinhedo pedem inclusão no plano de carreira do magistério
    • 23/10/2019 15:58
      Moradores aderem projeto da PM e se unem para diminuir crimes em Vitória
    • 23/10/2019 15:57
      Àttøøxxá, Márcia Castro e Edson Gomes fazem shows gratuitos no bairro do Comércio, em Salvador
    • 23/10/2019 15:57
      Dois suspeitos de render funcionários e assaltar banco em Maracanaú são presos
      A polícia afirmou que oito homens armados com fuzis AK-47 e AR-15 chegaram em vários veículos e renderam o vigilante e o gerente do local. Assaltantes criam 'esconderijos' para ocultar dinheiro obtido em assalto Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC) prenderam dois suspeitos de integrarem uma quadrilha que assaltou uma agência bancária na última quinta-feira (17), no Bairro Pajuçara, em Maracanaú, na Grande Fortaleza. Uma parte do dinheiro levado e a arma do vigilante do banco foram recuperados. A prisão ocorreu na última sexta-feira (18). De acordo com o delegado da DRFVC, Rommel Kerth, a agência foi invadida por cerca de oito homens armados com fuzis AK-47 e AR-15 por volta das 8 horas. Eles chegaram em diferentes veículos e renderam o vigilante e o gerente do local. Parte deles ficou na parte de fora da agência dando apoio à ação criminosa. Vestidos com paletó e gravata Segundo Kerth, os criminosos estavam bem vestidos, inclusive um deles, o chefe do grupo, com paletó e gravata. Cada cliente que entrava na agência era rendido e levado para uma sala do banco. ?Ninguém percebeu nada de estranho. Nenhuma pessoa. À medida que eles [clientes] entravam eram rendidos. A quadrilha permaneceu no banco de 8 horas até 9h20. O total de valores roubados não foi revelado pela administração do banco. Quando terminaram de pegar o dinheiro saíram tranquilamente pela porta da frente. Ainda levaram o Sistema de Filmagem da Agência para dificultar os trabalhos da polícia. Entraram nos veículos e fugiram. Tudo na máxima tranquilidade?, disse o delegado. Investigações e prisões Ainda de acordo com o delegado, após investigações iniciais, a polícia conseguiu identificar e prender os os dois suspeitos nos Bairros João XXIII e Conjunto Ceará, em Fortaleza. Ambos com passagens pela polícia. Um por uso de documento falso de veículo adulterado no estado do Piauí e o outro por tráfico de drogas. Ambos são cearenses. ?Identificamos as residências e efetuamos as prisões. Dentro da casa de um deles encontramos drogas, a arma do vigilante e parte em dinheiro. Na sequência, foi encontrado o dinheiro na casa do pai do segundo homem. O dinheiro estava distribuído em vários locais da residência como caixa de energia, caixa da água, atrás da geladeira?. A dupla vai responder por roubo qualificado por associação criminosa e tráfico de drogas. A Polícia Civil segue com as investigações. Outros membros do grupo foram identificados, mas os nomes não foram revelados para não comprometer os trabalhos policiais.
    • 23/10/2019 15:56
      PRF prende cinco suspeitos de tráfico e apreende 146 kg de maconha em menos de 3 horas
    • 23/10/2019 15:56
      Corte de árvores para obra causa revolta em Santarém; ?é como se tivessem cortando meus cabelos?, diz moradora
    • 23/10/2019 15:56
      Após 12 anos foragido, homem é preso pela PRF durante abordagem na BR-101 em Natal