Vale Presente é na CardPress!

Home / Vale Presente

 

Banner Crachá de Identificação - CardPress

O crachá de identificação gera mais valor para sua empresa, aumenta a segurança do ambiente e promove interação entre seus colaboradores e clientes, além da possibilidade de marcação de ponto eletrônico através das tecnologias disponíveis como código de barras, tarja magnética, aproximação (mifare, RFID...)


Quer uma estimativa de quanto custará seu projeto de cartões PVC?

 

Veja as ofertas que temos de Vale Presente:

 

Você pode nos enviar pedidos conforme a sua necessidade, não é obrigatório enviar a quantidade total para produção.

Como comprar crachás em PVC

Como comprar crachás


Preencha os campos abaixo, e ligamos pra você:

 

Produtos relacionados

Vale Presente. Atendemos todo o Brasil através dos Correios ou nossos pontos de apoio.



Estados atendidos pela CardPress



Notícias da última hora:

    • 18/02/2019 22:51
      Dois irmãos são mortos a tiros dentro de casa em Salvador
      De acordo com Polícia Civil, crime ocorreu na Terceira Travessa Vitória. Não há informações sobre autoria e motivação das mortes de Adriano dos Santos e Rafael dos Santos. Dois irmãos, de 30 e 35 anos, foram mortos a tiros dentro da casa onde moravam, no bairro de Alto de Coutos, em Salvador, na madrugada de domingo (17). De acordo com a Polícia Civil, o crime ocorreu na Terceira Travessa Vitória. As vítimas foram identificadas como Adriano dos Santos e Rafael dos Santos. Segundo a Polícia Militar (PM), agentes do batalhão da 18ª Companhia Independente (CIPM) estiveram no local do crime após denúncia e encontraram as vítimas mortas. Os corpos dos irmãos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Salvador. Ainda não há informações sobre autoria e motivação do crime. O caso está sob investigação da Polícia Civil.
    • 18/02/2019 22:50
      Aluno é detido suspeito de ameaçar diretora de escola com facão, em Campina Grande
    • 18/02/2019 22:50
      Materiais escolares são descartados em terreno da prefeitura de Itapeva
    • 18/02/2019 22:48
      Mais de 800 alunos ficam sem aula em 4 escolas de SP após furtos e atos de vandalismo
      Casos ocorreram em escola de ensino fundamental no Jabaquara, e em uma escola de educação infantil e duas creches em Santo André, na região do ABC. Aulas serão retomadas nesta terça (19). Mais de 800 alunos de quatro escolas de São Paulo ficaram sem aula nesta segunda-feira (18) por conta de furtos e atos de vandalismo. Os casos ocorreram na Escola de Educação Fundamental Almirante Barroso, no Jabaquara, na Zona Sul da capital, na Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Mariângela Fuzetto, em Santo André, e em mais duas creches da região. Na EMEI Mariângela Fuzetto, vídeos registrados pelos pais de alunos mostram o tamanho do estrago. As portas foram quebradas, todos os materiais usados pelas crianças espalhados, tintas jogadas no chão, paredes e no teto. Nas lousas, foram deixadas mensagens irônicas contra a educação. ?A sensação de luto é muito triste, muito triste a gente gostaria que as pessoas que não dão valor para a educação não dão valor pra escola que repensassem pra construir uma cidade melhor, um mundo melhor né??, diz Valéria Stephani, Diretora da EMEI Mariangela. Bandidos também atacaram a creche Ângela Masiero. Na manhã desta segunda-feira (18), funcionários encontraram tudo revirado. Um dos pontos atacados pelos vândalos foi a cozinha. Eles entraram por uma das portas e foram direto para o depósito de alimentos onde fica a merenda das crianças e destruíram essa cozinha. As 218 crianças de zero a três anos não puderam entrar. ?Do jeito que está a situação hoje em dia é um sentimento de impotência por não ter conseguido atender as crianças por ver coisas que a gente conseguiu e agora a gente vai ter que repor. Então, é um sentimento de impotência muito grande?, afirma a coordenadora de serviço educacional da Prefeitura de Santo André. Segundo a Polícia, uma mulher ajudou a esclarecer um dos atos de vandalismo. Ela contou que o sobrinho e dois colegas dele furtaram os alimentos de uma das creches. Os meninos que fizeram todo o estrago têm onze, treze e quatorze anos de idade. Eles devolveram parte do que furtaram e depois foram entregues aos pais. Sobre a escola Almirante Barroso, a Secretaria Estadual da Educação informou que iniciou o processo de reposição dos fios e que as aulas já foram retomadas. A Polícia Militar informou que acompanha os registros de ocorrências das escolas para definir os itinerários das rondas.
    • 18/02/2019 22:48
      Secretária Nacional pede que agressão de indígena seja apurada como crime étnico-racial
    • 18/02/2019 22:48
      Relatório do IPT de 2012 alertou governo de SP e Prefeitura de Mauá sobre risco de desabamento de imóveis
    • 18/02/2019 22:47
      Defesas de sete funcionários da Vale presos após tragédia de Brumadinho entram com habeas corpus no TJMG
      Na última sexta-feira, oito funcionários da mineradora foram detidos. Eles estão em duas unidades em BH e na Região Metropolitana. Defesas de sete funcionários da Vale presos entram com habeas corpus no TJMG O Tribunal de Justiça informou, nesta segunda-feira (18), que as defesas de sete dos oito funcionários da Vale presos na última sexta-feira (15) já entraram com pedido de Habeas Corpus. Três deles prestaram depoimentos nesta tarde sobre a tragédia em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo o TJMG, os advogados pedem a soltura de Artur Bastos Ribeiro, Marilene Christina Oliveira Lopes de Assis, Cristina Heloiza da Silva Malheiros, Renzo Albieri Guimarães Carvalho, Joaquim Pedro de Toledo, Alexandre de Paula Campanha e Hélio Márcio Lopes de Cerqueira. Artur Bastos, integrante da gerência de geotecnia da Vale e Hélio Marcio Lopes, do setor de risco geotécnicos da empresa prestaram depoimento durante a tarde no Ministério Público (MP). Segundo as investigações, todos estão diretamente envolvidos na segurança e estabilidade da barragem Córrego do Feijão que se rompeu no dia 25 de janeiro. Renzo Albieri também foi ouvido também nesta segunda-feira na Polícia Federal (PF). Saiba por que o MP-MG pediu a prisão de 8 funcionários da Vale Além dos depoimentos dos presos, a força-tarefa, que investiga o rompimento da barragem, disse que também vai ouvir testemunhas. Outro fato será analisar os documentos e trocas de e-mails armazenados nos equipamentos apreendidos. Segundo a decisão do juiz, os funcionários participaram ativamente da troca de mensagens com funcionários da empresa TUV SUD, que atestou a segurança do local. As conversas teriam ocorrido nos dias 23 e 24 de janeiro, às vésperas do desastre, e tratavam sobre as medições dos piezômetros ? aparelhos que medem a pressão da água na estrutura e que indicavam anormalidade na barragem. O advogado de Artur acompanhou o depoimento do cliente, mas não quis se pronunciar. A reportagem não conseguiu contato com as defesas de Hélio e de Renzo. A Vale já afirmou que considera as prisões desnecessárias, pois os funcionários já haviam prestado depoimento de forma espontânea e sempre estiveram disponíveis para esclarecimentos às autoridades. A empresa disse também que tem apresentado documentos informações como maior interessada na apuração dos fatos e que permanecerá contribuindo com as investigações. Interrupção e retomada de buscas Nesta segunda-feira (18), o trabalho de buscas por vítimas da tragédia de Brumadinho começou na área da instalação de tratamento de minério da Vale. Mas foi interrompido momentaneamente, depois que o radar de solo detectou uma movimentação de rejeitos remanescentes na barragem 1 da Mina do Córrego do Feijão. Segundo o Corpo de Bombeiros, os trabalhos foram retomados logo que a equipe de geotecnia informou a acomodação do rejeito, retornando ao nível de segurança para a operação. Nesta tarde, as equipes estão distribuídas para outros pontos. Militares continuam procurando por 141 pessoas que estão desaparecidas. O tempo instável comprometia o emprego de aeronaves.
    • 18/02/2019 22:46
      Mulher de Boechat agradece carinho uma semana após morte do jornalista: 'Jamais conseguirei retribuir tanto amor'
    • 18/02/2019 22:45
      Aulas da rede estadual de ensino começam com 11 escolas incluídas ao ensino integral
    • 18/02/2019 22:45
      VÍDEOS: NE2 de segunda-feira, 18 de fevereiro