Cartão de associado é na CardPress!

Home / Cartão de associado

 

Banner Crachá de Identificação - CardPress

O crachá de identificação gera mais valor para sua empresa, aumenta a segurança do ambiente e promove interação entre seus colaboradores e clientes, além da possibilidade de marcação de ponto eletrônico através das tecnologias disponíveis como código de barras, tarja magnética, aproximação (mifare, RFID...)


Quer uma estimativa de quanto custará seu projeto de cartões PVC?

 

Veja as ofertas que temos de Cartão de associado:

 

Você pode nos enviar pedidos conforme a sua necessidade, não é obrigatório enviar a quantidade total para produção.

Como comprar crachás em PVC

Como comprar crachás


Preencha os campos abaixo, e ligamos pra você:

 

Produtos relacionados

Cartão de associado. Não temos quantidade mínima.



Estados atendidos pela CardPress



Notícias da última hora:

    • 19/07/2018 02:03
      Alesc gasta mais de R$ 3 milhões por ano com taquígrafos que redigem sessões
      Trata-se de um profissional que usa símbolos para escrever rapidamente o que ocorre no plenário. Outros órgãos de SC, porém, não possuem mais ou nunca tiveram essa função entre servidores. Alesc gasta mais de R$ 3 milhões por ano com taquígrafos que redigem sessões A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) investe mais de R$ 3 milhões ao ano com taquígrafos, profissionais que escrevem com rapidez usando símbolos. Eles transcrevem o que ocorrem nas sessões. Outros órgãos catarinenses, porém, não possuem mais ou nunca tiveram esse tipo de profissional. A história registra a técnica de taquigrafia desde antes de Cristo, mas a prática começou a ser mais usada no século 16. Centenas de ano depois, a Alesc mantém uma equipe de 15 taquígrafos. Eles resumem nas atas o que ocorre nas sessões do plenário e nas reuniões das comissões. No caso das sessões, esse registro atualmente também é feito em áudio e vídeo. Tudo o que os deputados dizem no microfone fica disponível na internet. Enquanto durante a sessão os taquígrafos precisam se revezar para dar conta de escrever o que está sendo dito, é possível ver que a própria plataforma que transmite o que está acontecendo no plenário já transcreve tudo em tempo real. Também existem outros aplicativos que fazem isso de graça. O Portal da Transparência mostra que cada servidor recebe entre entre R$ 11 mil e 30 mil por mês para fazer taquigrafia. Nenhum deles quis conversar com a NSC TV sobre a importância do trabalho. Em Brasília, esse serviço também é mantido no congresso e nos tribunais superiores. "Ele é o profissional que atesta tudo o que aconteceu numa sessão de julgamento, numa sessão plenária, numa comissão. Ele tem um papel ali praticamente pericial", afirmou a presidente da União Nacional dos Taquígrafos, Adriana Araújo. Sobre o avanço tecnológico, a presidente disse que: "os aplicativos estão chegando para auxiliar o taquígrafo, mas não para substituir completamente, porque a gente já viu que isso é ineficaz". Alternativas Porém, essa não é a realidade nos tribunais regionais de Santa Catarina. O Tribunal Regional Eleitoral, por exemplo, pôs fim ao cargo de taquígrafo 10 anos atrás e realocou os servidores em outras funções. Dos 15 servidores que fazem taquigrafia na Alesc, 11 foram contratados depois de 2004. Um deles, comissionado, entrou no ano passado. A assembleia não quis dar entrevista sobre o assunto. Os outros tribunais como o de Justiça, de Contas e do Trabalho nunca usaram o serviço. Optaram por gravar as sessões em áudio e consultar, quando preciso. O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) já fazia isso desde os tempos da fita cassete. "Qualquer servidor público precisa ser útil para o órgão público que ele representa. À medida que houve nas últimas décadas um crescimento muito positivo da tecnologia, não há uma necessidade direta de que o ser humano seja colocado em algumas atividades. A má utilização do dinheiro público não vem somente da corrupção", opinou o especialista em gestão pública Luiz Carlos Freitas Júnior. Veja mais notícias da região no G1 SC.
    • 19/07/2018 01:59
      Transexual é retirada à força de banheiro feminino em Araruama, RJ, e registra atitude em vídeo
    • 19/07/2018 01:57
      Empresas de Feira de Santana têm vagas para cabeleireira, secretário e auxiliar de escritório, entre outros, na quinta-feira
    • 19/07/2018 01:48
      SineBahia tem vagas para costureira, eletricista e operador de telemarketing, entre outros, na quinta-feira
    • 19/07/2018 01:47
      Agente prisional é morto com quatro tiros próximo à sua casa no Tapanã em Belém
      O agente trabalhava há 23 anos na Seccional da Cidade Nova em Ananindeua. A pessoa que atirou fugiu em um carro branco que estava estacionado a poucos metros do local do crime. O agente prisional Cicero Ferreira de Oliveira, de 60 anos, foi morto a tiros na noite desta quarta-feira (18) no bairro do Tapanã, em Belém. Segundo a PM, o crime ocorreu por volta das 20h30. Um homem armado rondava a área até o momento em que cruzou com a vítima e efetuou quatro disparos. O agente morreu na hora. A pessoa que atirou fugiu em um carro branco que estava estacionado a poucos metros do local do crime. Uma adolescente de 16 anos foi atingida de raspão na perna e foi socorrida por parentes. O agente prisional trabalhava há 23 anos na Seccional da Cidade Nova em Ananindeua, região metropolitana de Belém. Ainda de acordo com a policia, em setembro do ano passado o agente sofreu um atentado, também na porta de casa. Ele deixa a esposa e dois filhos. Em nota, a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) disse que a Polícia Civil já está apurando as circunstâncias do crime e que está acompanhando e aguardando mais informações das autoridades competentes que investigam o caso. Segundo a Susipe, a PM faz buscas na área. O órgão lamentou profundamente o ocorrido e informou que está prestando todo o apoio necessário à família da vítima. Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do G1 Pará no (91) 98814-3326.
    • 19/07/2018 01:37
      Alunos são presos suspeitos de furtar moto de professor em escola da PB
    • 19/07/2018 01:33
      Justiça Federal determina retirada de nomes de pessoas vivas de bens públicos em Manaus
      Justiça deu prazo de 30 dias para que medida seja acatada. A Justiça Federal do Amazonas determinou a retirada de nomes de pessoas vivas de bens públicos em Manaus, no prazo de 30 dias. A medida atendeu ao pedido do Ministério Público Federal (MPF) em ação civil pública ajuizada em abril deste ano. Em Manaus, foram identificadas, pelo menos, sete ruas com nomes de políticos locais, além de escola municipal e dois bairros da capital. Na ação, o MPF destaca que a Lei n° 6.454/77 proíbe, em todo território nacional, atribuir nome de pessoa viva a bem público de qualquer natureza, sendo que a proibição alcança as entidades que recebam subvenção ou auxílio dos cofres públicos federais. Para o MPF, há ?perigo de dano na ilegalidade de manter ruas e bairros com nomes de notórios políticos locais, em vista da proximidade das eleições gerais, as quais serão realizadas no segundo semestre de 2018, circunstância que torna premente a retirada do nome dessas pessoas dos bens públicos, sob pena de promoção indevida de alguns poucos potenciais candidatos afetando a isonomia eleitoral?. A decisão judicial determinou também que a Prefeitura de Manaus forme um grupo de trabalho, em 30 dias, para identificar o nome de pessoas públicas em outros bens municipais, além dos indicados na ação do MPF, com a finalidade de alterá-los, sob pena de multa. O que diz o outro lado Em nota, a prefeitura diz que, oficialmente, na base de dados de logradouros públicos do Município de Manaus, não há uma nomenclatura que apresente o nome de qualquer pessoa viva. "Em relação aos nomes de bairros, a Prefeitura de Manaus tem registrados, oficialmente, 63 bairros, conforme a lei 1.401, de 14 de janeiro de 2010, a última atualização existente, e nesta listagem não há nome de pessoa viva", afirma. Segundo a prefeitura, os bairros citados pelo MPF?-AM? têm nomes populares de comunidades, não de bairros oficiais. "?A Prefeitura hoje trabalha com um cadastro único. Para tirar dúvidas sobre a nomenclatura de uma rua, há a Certidão de Endereço, expedida pelo GMU, no Implurb, cuja primeira via é gratuita. Quanto a prédios públicos, sua nomenclatura é responsabilidade do órgão gestor respectivo", finaliza o comunicado.
    • 19/07/2018 01:32
      Promoção sorteia R$ 2 mil entre moradores que têm direito a kit digital
    • 19/07/2018 01:32
      Paraná, quarta-feira, 18 de julho de 2018
    • 19/07/2018 01:26
      Abastecimento de água é suspenso em Feira de Santana e mais 5 cidades; veja lista
    • 19/07/2018 01:17
      VÍDEOS: JPB 2ª Edição (TV Paraíba) desta quarta-feira, 18 de julho
    • 19/07/2018 01:17
      Polícia Civil prende militar suspeito de roubo de veículos e extorsão em Maceió
    • 19/07/2018 01:17
      Confira as vagas de emprego do Sine em Macapá para o dia 19 de julho
    • 19/07/2018 01:14
      Problemas estruturais causaram rompimento de reservatório da Cagepa, em João Pessoa
    • 19/07/2018 01:07
      Ciee tem vaga de estágio para técnico em informática em Feira de Santana
    • 19/07/2018 01:05
      VÍDEOS: JA 2ª Edição de quarta-feira, 18 de julho
    • 19/07/2018 01:04
      Donald Trump diz que Montenegro na Otan pode causar Terceira Guerra Mundial: 'povo agressivo'
    • 19/07/2018 00:59
      Bicho-preguiça é encontrado em árvore por jogadores de futebol em Porto Velho
    • 19/07/2018 00:58
      TCM quer que Prefeitura de SP esclareça, em 48 horas, contratos de ônibus sem licitação
    • 19/07/2018 00:56
      Portos de Itajaí e Navegantes buscam alternativas para dificuldades com greve dos caminhoneiros e embargos
      Exportação de carnes caíram pela metade. Montadora norte-americana e maior espaço para manobras de navios são opções. Portos de SC buscam alternativas para manter fluxo de exportação Os portos de Itajaí e Navegantes, no Litoral Norte catarinense, buscam alternativas para as dificuldades enfrentadas neste ano com a greve dos caminhoneiros, em maio, e os embargos a frigoríficos por parte da União Europeia. Uma montadora norte-americana e mais espaço para navios fazerem manobras podem trazer resultados positivos. Impacto nas exportações Desde a cerâmica produzida no Sul do estado até os suínos criados no Oeste e as malhas fabricadas no Vale do Itajaí, 61% de tudo que é produzido em Santa Catarina é exportado, sai pelo Complexo Portuário de Itajaí. A greve dos caminhoneiros dificultou a entrada e a saída de produtos. Com os embargos da União Europeia, a exportação de carne bovina caiu 52%, a de frango, 46% e a de peixe, 44%, uma perda de US$ 919 milhões. Mesmo assim, o movimento nos Portos de Itajaí e Navegantes teve um aumento de 5% comparado com o mesmo período de 2017. A dragagem do leito do rio, feita do ano passado para cá, permitiu a chegada de navios mais pesados, carregando cerca de 2 mil contêineres a mais. Apostas A importação de carros pode ser mais uma aposta para aumentar as atividades. Uma montadora norte-americana está testando as operações do Porto de Itajaí. Se tudo der certo, Santa Catarina pode ser o porto de chegada oficial da marca no país. "É importante para a geração de riqueza para o estado e para o nosso município, já que os valores do ICMS [Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias] em função do produto com alto valor agregado dá um impacto significativo na receita tanto do estado quanto do município", afirmou o superintendente do Porto de Itajaí, Marcelo Salles. Do total movimentado nos dois portos, 68% passou por Navegantes. A expectativa é atingir números melhores a partir da conclusão da nova bacia de evolução. A partir de setembro, o espaço para manobra dos navios passará de 490 metros para 530 metros de diâmetro. "O que muda é que nós saímos de navios de 306 metros, que estamos autorizados e aptos a operar hoje, para navios de 336 metros. Esses navios já frequentam a costa brasileira, já operam contêiners e hoje não podem entrar no complexo", explicou o superintendente do Porto de Navegantes, Osmari Castilho Ribas. Veja mais notícias da região no G1 SC.
    • 19/07/2018 00:54
      Partido Novo lança pré-candidatura de Marcelo Trindade ao Governo do RJ
    • 18/07/2018 21:50
      TRF-4 condena mulher de Eduardo Cunha por evasão de divisas
      Juiz Sérgio Moro tinha absolvido Claudia Cruz por falta de provas, mas o TRF-4, segunda instância da Lava Jato, mudou a sentença.   Os desembargadores modificaram parte da sentença do juiz Sérgio Morox que, em 2017, absolveu Claudia Cruz dos crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas por falta de provas. Nesta quarta-feira (18), o TRF-4 manteve a absolvição por lavagem de dinheiro, mas condenou Claudia Cruz por crime de evasão de divisas. Os desembargadores entenderam que ela não declarou às autoridades brasileiras valores mantidos no exterior. A pena determinada foi de dois anos e meio de reclusão em regime inicial aberto. Pelas investigações, Claudia Cruz se beneficiou de parte da propina recebida pelo marido, o ex-deputado Eduardo Cunhax, num negócio da Petrobrasx na África, e teria gasto o equivalente a US$ 1 milhão em cartões de crédito de uma conta na Suíçax. Eduardo Cunha está preso em Curitibax e já foi condenado em outro processo. Os desembargadores do TRF-4 também determinaram o fim do confisco de valores encontrados no exterior. Eles entenderam que não havia provas suficientes de que o dinheiro é fruto de propina. Em outro julgamento nesta quarta, o ex-deputado André Vargas, que era do PT e hoje está sem partido, e o irmão dele, Leon Vargas, foram absolvidos do crime de lavagem de dinheiro na compra de uma casa por R$ 500 mil. De acordo com os desembargadores não há como afirmar que o dinheiro usado no negócio era propina. Vargas e o irmão já têm outra condenação pelo tribunal. Estão presos e aguardam a análise de recursos. O que dizem os citados A defesa de Claudia Cruz afirmou que a decisão é positiva porque manteve a absolvição da acusação de lavagem de dinheiro e que vai recorrer da condenação por evasão de divisas por não ter sido unânime. A defesa de Eduardo Cunha afirmou que confia no julgamento do recurso pelo Superior Tribunal de Justiça. A defesa de André Vargas afirmou que essa foi uma vitória importante porque sustentou desde o início a ilegalidade da acusação, sendo uma condenação injusta. A defesa de Leon Vargas afirmou que a absolvição representa a prevalência da verdade e da lei.
    • 19/07/2018 00:44
      Morre idoso arremessado ao ser atropelado por moto desgovernada que invadiu calçada em Goiânia
    • 19/07/2018 00:42
      Dupla suspeita de furtar clínica é detida com bicicletas do Integra Bike em Sorocaba
      Homens usaram as bicicletas para tentar fugir do local do crime, mas foram detidos pela Polícia Militar. Dois homens foram detidos após furtarem o relógio de energia e 10 metros de fio de cobre de uma clínica no Centro de Sorocaba (SP), na madrugada desta quarta-feira (18). Segundo informações da Polícia Militar, a equipe foi até o local após uma denúncia anônima de furto e encontrou os dois próximos da clínica tentando fugir com as bicicletas do programa Integra Bike, da Urbes, empresa responsável pelo trânsito na cidade. Ainda conforme a PM, durante abordagem e revista pessoal, com eles foram encontradas duas mochilas com os objetos furtados, além de uma faca e uma chave micha. Os suspeitos foram encaminhados ao plantão norte da cidade, onde foi registrado um boletim de ocorrência por furto, e permaneceram à disposição da Justiça. Os objetos foram apreendidos e as bicicletas serão devolvidas à empresa. Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí
    • 19/07/2018 00:41
      'Furos' em itinerário deixaram 290 mil pessoas sem ônibus no DF em 2017
    • 19/07/2018 00:40
      Rio Piracicaba é tema de concurso de fotografia promovido pelo Senac
    • 18/07/2018 21:32
      Obra do TRT do ES começou há sete anos e está longe de acabar
      Pelo orçamento inicial do Tribunal do Trabalho, a obra custaria R$ 108 milhões. Agora já está em R$ 211 milhões.   Que Brasil você quer para o futuro? Desde o início de março, o jornalismo da Globo tem mostrado a resposta de milhares de brasileiros a essa pergunta. E, na lista dos desejos nacionais, é muito comum ouvir cidadãos pedindo um país em que obras públicas não sejam abandonadas nem se tornem exemplos de desperdício de dinheiro. A reportagem a seguir é sobre a obra da sede nova do Tribunal Regional do Trabalho do Espírito Santox. Mas é capaz de indignar brasileiros de todos os estados. De tanta demora para terminar, é como se a obra fizesse parte da paisagem da cidade. O pessoal se acostumou com a construção que não acaba. Começou em 2011. ?Já virou rotina, já é uma árvore praticamente, de tanto tempo que ela está aí. Continua do mesmo jeito?, diz a estudante Brena Martins.   A futura sede do Tribunal Regional do Trabalho, em Vitóriax, já deveria ser a atual. Pelo prazo inicial, deveria ter sido concluída em 2014. Mas houve falhas na obra de fundação do prédio. Foi preciso refazer todo serviço. O Jornal Nacional visitou a obra em 2014 e, na época, registrou que o atraso na entrega do prédio seria de três anos: ?O prazo agora para que fique pronto o prédio do Tribunal Regional do Trabalho é 2017?.  Estamos em julho de 2018 e voltamos à obra. A parte de concreto está quase pronta, mas ainda faltam as instalações, o revestimento interno, ainda falta muita coisa para a obra ser concluída. A previsão agora é 2021, dez anos depois do início da obra. O TRT-ES afirmou que precisaria de mais recursos do Tribunal Superior do Trabalho. ?Esse último atraso decorreu da falta de repasse de orçamento. O ideal seria que esse aporte fosse anualmente de R$ 60 milhões, mas o orçamento atual é de R$ 30 milhões, então, estamos num ritmo mais lento?, disse o presidente do TRT-ES, Mário Ribeiro Cantarino Neto. Pelo orçamento inicial do Tribunal do Trabalho, a obra custaria R$ 108 milhões. Agora já está em R$ 211 milhões. A direção do TRT disse que essa diferença se deve à atualização dos valores e aos 25 aditivos ao projeto, novos serviços que não estavam previstos. Só com esses aditivos foram mais R$ 40 milhões. Depois de tanto tempo e de tanto gasto, o tribunal percebeu que nem precisava daquilo tudo: dois prédios interligados, um de 18 e outro de dez andares, projetados para receber muitos processos de papel que, com o passar dos anos, foram substituídos por processos eletrônicos. Vai sobrar espaço. ?Estamos estudando a ocupação mais eficiente desse espaço. Om prédio é da União e provavelmente deve ser compartilhado com outros órgãos principalmente do Poder Judiciário?, disse o presidente do TRT-ES. No presente, o investimento ainda não trouxe nenhum benefício para o cidadão. O Conselho Superior da Justiça do Trabalho, responsável pela supervisão orçamentária da Justiça do Trabalho na primeira e segunda instâncias, afirmou que está se esforçando para concluir todas as obras em andamento, mas reconhece que os cortes no orçamento nos últimos dois anos prejudicaram vários projetos como o da nova sede do TRT do Espírito Santo. O conselho afirmou que os recursos são liberados à medida que o tribunal comprova a conclusão de etapas da obra.
    • 19/07/2018 00:30
      Após 74 ônibus com pneus 'carecas' serem retidos, prefeitura de Conquista decreta emergência no transporte público
    • 19/07/2018 00:29
      Valor de mercado da Amazon supera US$ 900 bilhões, e empresa se aproxima da Apple
    • 19/07/2018 00:28
      Wagner Gomes lança pré-candidatura ao Senado Federal pelo PMN no Amapá
    • 18/07/2018 21:26
      Em Goiás, motoristas sem cinto passam por simulação de impacto
      Ideia passou a ser usada em cursos de segurança no trânsito. Mesmo em baixa velocidade, sem o cinto, os ocupantes podem se machucar.   Motoristas e passageiros flagrados sem o cinto de segurança em Goiásx estão sendo convidados a passar por uma experiência de impacto. É uma espécie de escorregador para adultos poderem conferir a importância do uso do cinto de segurança em uma batida. ?A gente que está no trânsito todos os dias, nunca imaginava que uma pancada, como diz, é pequena, mas o impulso...?, diz o motorista Calebe Alves. ?Realmente é impressionante. Dá a impressão que parece que vai sair de dentro?, afirma o padeiro Guilherme Henrique. A ideia passou a ser usada em cursos de segurança no trânsito no país. Também serviu de alerta para motoristas e passageiros flagrados sem o cinto em uma fiscalização da Polícia Rodoviária Federalx. Segundo especialistas em trânsito, o motorista tem a impressão de que a velocidade é maior. ?Uns 60 a 80 km/h. Acho que sim?, disse o comerciante Eudemar Amancio da Silva antes de ser informado que, na verdade, estava a 7km/h. Mesmo em baixa velocidade, sem o cinto, os ocupantes podem se machucar. ?A 20km/h, nosso corpo chega a pesar, aproximadamente, 800 quilos. Imagina acima disso?, afirma o policial da PRF Walisson Fuigueiredo. No teste, os motoristas também recebem orientação sobre o uso correto do cinto de segurança. Não usar o cinto de segurança é a terceira infração de trânsito mais comum no Brasil. De janeiro a junho de 2018 foram aplicadas mais de 1,5 milhão de multas. São Paulo é o estado campeão no ranking da falta de cinto, depois vem Minas Gerais e Santa Catarina. ?Basta um passageiro não usar o cinto de segurança que ele estará colocando em risco os demais ocupantes do veículo?, diz Walisson Fuigueiredo. Um estudo da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego mostrou que o uso do dispositivo reduz em 45% o risco de morte para quem está no banco da frente, e 75% para quem está no banco de trás. A Greycielly, que foi parada em uma blitz por falta da cadeirinha do bebê, disse que o teste mudou o conceito que ela tinha sobre segurança dentro do carro. ?Nunca mais andar sem cinto as meninas na cadeirinha. É muito importante. Gente, vocês não estão entendendo o que é isso aqui?, diz a manicure Greycielly Antunes após o teste.
    • 19/07/2018 00:24
      Diretor de projetos especiais da Rede Globo palestra sobre a mudança do sinal analógico para o digital em RR
    • 19/07/2018 00:24
      Dois homens são presos em flagrante furtando comércios em Itaquaquecetuba
      Suspeitos estavam deixando um mercado e uma loterica que haviam acabado de furtar. Dois homens são presos em flagrante por suspeita de furtar comércios em Itaquaquecetuba Dois homens foram presos em flagrante, nesta quarta-feira (18), suspeitos de furtar dois comércios, na região do Caiuby, em Itaquaquecetuba. A área que tem sido alvo de criminosos e foi pauta de reunião na semana passada entre representantes da sociedade e policiais. De acordo com a polícia, a dupla utilizou pé de cabra, martelo e chave de fenda para estourar portas e janelas protegidas por grades de ferro, na madrugada desta quarta-feira no bairro Industrial. No mercado eles entraram por uma janela, reviraram tudo e até agora o local está bagunçado. O comerciante tem medo de mostrar o rosto, mas conversou com a equipe do Diário TV. Ele disse que se mudou pra esse ponto na segunda-feira e já planeja investir em mais segurança. ?Eu to correndo atrás de colocar mais equipamento de segurança no meu estabelecimento, como alarme, câmera e o que preciso for para eu sentir um pouco mais confortável na hora de ir para casa e dormir?, ressalta. Os suspeitos aproveitaram que o depósito do mercado dá acesso a uma casa lotérica para cometer um segundo furto. Eles arrancaram uma grade, que fica numa altura de cerca de quatro metros e passaram para o outro lado. As fotos feitas pela polícia dentro da lotérica mostram que os criminosos chegaram a estourar a porta que dá acesso ao cofre, mas desta vez não consequiram destruir a grade. Eles levaram apenas o dinheiro do caixa, quase R$1,4 mil. Do mercado levaram R$ 140, ferramentas e alguns produtos que foram recuperados. O delegado Eliardo Amoroso Jordão conta que os suspeitos foram pegos saindo dos comércios. ?Eles foram presos em flagrante por furto qualificado e amanhã serão apresentados na audiência de custódia?, explicou. A ação foi rápida porque o bairro está numa região da cidade em que o patrulhamento foi reforçado, depois que representantes da comunidade, empresários e comerciantes se reuniram com as polícias Civil e Militar a fim de traçar estratégias de segurança. A iniciativa foi por causa de uma série de furtos no Jardim Caiuby. Em outra loja do bairro, os suspeitos também fizeram um buraco na parede pra conseguir entrar. Uma estratégia bem parecida com os casos desta madrugada e isso chamou a atenção do delegado. ?A forma como eles entraram, o horário são semelhantes à forma utilizada nos furtos no Caiuby. Não estou dizendo que são eles, mas são semelhantes. Outro fato que chama a atenção é que eles são moradores do Caiuby?, enfatiza o delegado.
    • 19/07/2018 00:23
      Orquestra e Banda Jovem de Mogi se apresentam em Campos do Jordão
      Apresentações serão neste domingo, às 11 e 14h, durante a programação do Festival de Inverno da cidade serrana. Orquestra e Banda de Mogi das Cruzes se apresentam em Festival de Inverno de Campos do Jordão Pela primeira, a orquestra Sinfônica Jovem de Mogi das Cruzes e a Banda Sinfônica Jovem vão se apresentar no Festival de Inverno, em Campos do Jordão. Na noite desta quarta-feira, eles fizeram o último ensaio antes da apresentação. A orquestra se apresenta às 11h, enquanto a banda, com mais de 70 alunos, sobe ao palco às 14h, deste domingo (22), no Auditório Cláudio Santoro, na cidade serrana. O regente Lélis Gérson conta que foi preparado um repertório especial para as duas apresentações. ?Com a banda nós vamos estrear uma obra encomendada por Hudson Nogueira, compositor, que fez especialmente para nós, chamada suíte popular número 1. Outra peça muito especial chama-se Os saxofonistas brasileiros, que tem como solista o próprio compositor, o Hudson?, destaca Gérson. O trombonista Ricardo Pacheco, da Orquestra Sinfônica de Brasília, e vai se apresentar junto com a banda. ?Ele é muito conceituado no Brasil, acabou de chegar de um doutorado em Portugal e já fez um concerto com a gente de Mogi. Aproveitando o sucesso que foi, eu fiz o convite para ele?, conta Gérson.
    • 18/07/2018 21:18
      Polícia do RJ negocia com advogados para que médico e mãe se entreguem
      Eles foram indiciados pela morte da bancária Lilian Calixto depois de um procedimento estético feito no apartamento do médico.   A polícia do Rio de Janeirox negocia com os advogados do médico Denis Furtado e da mãe dele, Maria de Fátima Furtado, para que eles se entreguem. Os dois foram indiciados pela morte da bancária Lilian Calixto depois de um procedimento estético. O enterro foi nesta quarta-feira (18), em Cuiabáx. A família não sabia que Lilian Calixto faria um preenchimento. Um dos filhos contou que ela só avisou a amigos. Queria fazer uma surpresa que teve o pior fim. ?Não imaginava os riscos, de jeito nenhum, porque senão ela não faria. Eu tenho certeza disso, ela sempre teve muito medo?, disse Victor Calixto. O procedimento seria em Brasíliax, mas três dias antes o endereço mudou para o Rio - a cobertura de um prédio. Lilian passou mal e foi levada para o hospital pelo médico Denis Furtado. O boletim diz que ela chegou lúcida, mas com taquicardia e dificuldade para respirar. A hipótese era de embolia pulmonar devido à aplicação do produto. Ela teve quatro paradas cardiorrespiratórias. A namorada do médico, Renata Fernandes Cirne, que se dizia secretária dele, foi transferida nesta quarta para um presídio. Denis Furtado, conhecido nas redes sociais como Dr. Bumbum, tem registro profissional em Goiás e em Brasília, onde ele mora, e foi indiciado por exercício ilegal da profissão. Denis também é investigado por sonegação e lavagem de dinheiro. Na garagem de casa, carros de luxo. A polícia diz que na casa também funcionava uma clínica clandestina e que o médico atendia em outros endereços como um imóvel alugado. O dono tenta na Justiça cobrar dois anos de aluguel. Denis Furtado responde a um processo ético-profissional no Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal. Em março de 2016, o médico chegou a sofrer uma interdição cautelar do exercício da profissão, mas conseguiu suspender essa decisão na Justiça três meses depois. O processo corre em sigilo. O conselho apontou dez irregularidades, entre elas que o médico fazia procedimentos invasivos sem licença sanitária. Depois da morte de Lilian, o Conselho de Medicina no Rio abriu sindicância e vai pedir a interdição cautelar de Denis ao Conselho Federal de Medicina. Neta quarta, a Justiça do Rio negou o pedido de habeas corpus para Denis e a mãe, Maria de Fátima Furtado, que continuam foragidos. Umas das advogadas, em Brasília, disse que eles pretendem se entregar, mas não deu prazo. ?Nenhuma complicação aconteceu durante o procedimento estético. E eu tenho certeza que nós vamos provar a inocência do doutor Denis?, disse Naiara Baldanza. Sobre realizar procedimentos dentro da residência, fora de um hospital, ela disse que não ia falar. ?Vou me abster de falar sobre isso?. Maria de Fátima teve o CRM cassado em 2015 por fazer propaganda enganosa. Num vídeo publicado há dois anos, ela e o filho aparecem juntos numa homenagem de Dia das Mães, que virou, também, uma propaganda. ?A grande homenageada também é a minha mãe, a dra. Fátima, que me ajudou, além de médico, a ser o homem que eu sou?, diz Denis. ?Além de um bom médico, um bom filho, um companheiro, um amigo de todos os momentos, é aquela pessoa que está sempre fazendo a melhor medicina para vocês?, completa Maria de Fátima.
    • 19/07/2018 00:17
      Adolescentes acusados de matar menino de 7 anos em Acará, no PA, são transferidos para Belém
    • 19/07/2018 00:17
      Polícia investiga se há ligação entre assassinatos registrados em Gurupi
    • 19/07/2018 00:12
      VÍDEOS: JA2 de quarta-feira, 18 de julho
    • 18/07/2018 21:10
      Terrenos baldios se transformam em roças de feijão de corda em Goiás
      Pelas ruas de Terezópolis de Goiás, ?caçadores? de lotes baldios plantam feijão que vai reforçar a merenda escolar. Os donos dos terrenos apoiam.   Pelas ruas de Terezópolis de Goiásx seguem os caçadores de lotes baldios. A turma é liderada pela professora Valdeth, que estava assustada com tanto lixo acumulado nos terrenos. ?Aquela doença que estava surgindo. Eu fiquei preocupada?, disse a coordenadora do projeto. O grupo já descobriu que há 300 lotes abandonados e sujos na cidade. Foi por esse motivo que surgiu a ideia de conversar com os donos para tentar acabar com esse problema que prejudica todo mundo. E a resposta dos proprietários tem sido muito boa. Dona Francisca das Chagas de Jesus cedeu a área de 600 metros quadrados que estava meio abandonada. ?Antes esse terreno era sujo, muito sujo! Pneu, lixo, mato?, disse. A equipe do projeto limpa a área cedida, faz o plantio e, meses depois, o resultado aparece. No lugar do matagal, agora os lotes estão cheios de feijão de corda. É feijão que não acaba mais. Dos lotes cedidos pelos moradores para o plantio, o feijão vai diretamente para a cozinha de um projeto social. O feijão de corda, agora, está sendo usado para reforçar a merenda escolar. Rico em vitaminas, proteínas e minerais, misturado com mandioca, está deixando as refeições bem mais deliciosas. ?A cidade está com uma cara melhor. A gente também pode se alimentar, ter uma mistura a mais na merenda?, disse a estudante Maria Eduarda de Oliveira. ?Daqui a um tempo a gente não vai ver falar mais de doença, de mosquito de dengue por causa de sujeira. Terreno baldio aqui não vai ter nenhum. Somos caçadores de terrenos baldios?, afirmou a professora Valdeth.
    • 19/07/2018 00:09
      Ufam inicia matrículas de cursos de idiomas para segundo semestre
      Rematrícula já pode ser realizada; para novos alunos, inscrições começam no dia 30. O Centro de Estudos de Línguas da Universidade Federal do Amazonas (CEL) abre matrículas e rematrículas para o segundo semestre deste ano com um total de 625 vagas. A rematrícula começou nesta quarta-feira (18) e vai até o dia 26 de julho. Já para os novos alunos, as inscrições iniciam no dia 30 de julho e vão até o dia 2 de agosto. Serão ofertados os cursos de Língua Portuguesa para Brasileiros, Português para Concursos, Português para Estrangeiros, Língua Inglesa, Língua Espanhola, Língua Francesa, Língua Japonesa, Língua Latina e Língua Brasileira de Sinais e Proficiência em Inglês e Espanhol. O Programa CEL tem como objetivo oferecer cursos livres de idiomas a discentes, docentes, técnico-administrativos da Ufam e à comunidade em geral.